esta paixão

31 10 2008

Porque o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-la. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte.

grandioso, (GARCIA MARQUEZ, Gabriel. Por que ser jornalista? Boletim do NPC – Núcleo Piratininga de Comunicação, nº 73, de 15 a 31 de agosto de 2005, disponível em http://www.piratininga.org.br/artigos/2005/73/boletim73.html, acesso em 07/04/2007)

– boanoite.

Anúncios