abaixo o criticismo sem noção!

23 10 2008

pra completar o ranking das críticas non sense e clichê que têm rodado por aí nos últimos dias,

sente o teor do e-mail que eu recebi:

Exigências do seqüestrador para libertar um refém na China:

‘Tenho 3 exigências ou mato o rapaz!’

Negociadores chegam ao local pela janela ao lado para cumprir as exigências.

Negociador em posição

Inicio das negociações

Negociações concluídas

Caso encerrado

No Brasil a rua seria fechada com 25 viaturas,
60 PMs despreparados,
a negociação duraria 100  horas junto com toda imprensa
+ BABACAS dos Direitos humanos para bandidos,
o preso se entregaria como herói, custaria milhões para ter um julgamento,
cama, comida e boa vida na cadeia por muitos anos pagos por nós.

Entendeu por quê os produtos dos chineses são mais baratos que os nossos?

Repassem por favor a todos de sua caixa de endereços.

Sem mérito por eu ter postado aqui, mas foi pra constar o quanto é ralo o argumento de uns e outros – diga-se de passagem a massa toda, pq pontos de vista assim se alastram igual capim. # e isso amedronta.

Pq é agora tão mais fácil criticar o equipamento de segurança do governo? (!) e sem defesas direitistas, antes que me queimem na fogueira, – mas consegue perceber porque não há mudança? a crítica é tão rala que dispensa retórica. # 25 viaturas – pouco perto do bando de bico que estava por ali. 60 pms despreparados? – talvez. nunca fui fã de polícia, mas admirei toda a paciência, e cuidado do GATE pra não virar filme # – babacas dos Direitos Humanos????? – esta dispensa resposta meu bem. # e milhões de reais que serão gastos = enquanto não despregar a bunda da frente do computador pra escrever e-mails non sense como este, é exatamente isso que te resta fazer – pagar estadia de bandido na prisão e comer pastel no bar do China.

argh!!!!

E nas fotos, parece mais cena de um filme do Jackie Chan. (adOOOro).

– > abaixo os sem noção! e viva o XBox 360!

* musiquinha pra tarde quinta (dia lindo pra uma Brhama e um samba) : Pega Eu, Bezerra.

Anúncios